quinta-feira, 24 de março de 2016

HISTÓRIA MODERNA: FORMAÇÃO DO SISTEMA INTERNACIONAL MARÇO DE 2017

Prezados estudantes: vocês são 23 em minha lista de presença. Nesse blog vocês encontrarão a Ementa, o Programa, a Bibliografia oficial e poderão ter uma ideia inicial da nossa disciplina nesse primeiro semestre de 2017.

As leituras básicas para a AV-1 são o primeiro Capítulo do livro do Michel Beaud "História do capitalismo: de 1500 aos nossos dias" que vocês poderão encontrar alguns exemplares na biblioteca do 13o andar do Campus Centro I (Pres. Vargas esquina de Uruguaiana), nas livrarias e sebos da cidade (vale encomendar pela www.estantevirtual.com.br, onde se encontram livros usados mais baratos), ou então poderão baixar pela Internet versão em PDF.

Nossas aulas são baseadas em esquemas onde privilegiamos o raciocínio, a busca da compreensão do desenrolar do processo histórico, vendo a História como "Reprodução das sociedades no tempo/espaço, nas dimensões demográficas, econômicas, políticas e culturais, vale dizer no processo social". Através do estudo  de conceitos básicos, enriquecidos com nossas leituras e discussões sobre diversos períodos da História das sociedades, vamos buscar conhecer também os cinco continentes habitados (Europa, Américas, África, Oceania e Ásia).

Para trabalhar conceitos essenciais sobre o capitalismo que começa a se formar no final da Idade Média e no início dos Tempos Modernos utilizamos o livro "Leitura Popular de 'O Capital'" do Carlo Cafiero, que também pode ser baixado da Internet ou comprado em sebos. Confiram se existe algum exemplar na biblioteca, por favor.

Sugiro copiarem os esquemas e anotações das aulas ou me pedir que disponibilizemos esse material para vocês acompanharem nossas aulas, e se preparem para os exercícios, trabalhos e avaliações.

Sejam bem vindos e não se esqueçam de acessar o Facebook onde vou criar um grupo fechado de História Moderna 2016, para podermos mais rapidamente trocar informações e análises.

Coloquei no quadro branco meu email, celular (com whatsapp) e me coloquei à disposição de vocês. Qualquer informação, dúvida ou sugestão será bem vinda.

Até qualquer hora.

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Assista a um documentário sobre o golpe civil-militar de Primeiro de abril de 1964 no Brasil:
"31 de março: o dia que durou 21 anos"
Para ver online: https://vimeo.com/75162051 com 79 min
ou https://vimeo.com/113895373 

Para download: http://depositfiles.org/files/uuyy3egz2

Três depoimentos do Flávio Tavares:
https://www.youtube.com/playlist?list=PL9n0M0Ix12jcjwywrQD77YFcG19fejmFG

terça-feira, 19 de novembro de 2013

História Moderna: Formação do Sistema Internacional - Exercícios para a AV-2

Questões:
1 – Relacione o Iluminismo com movimentos culturais anteriores e relacione-o com as revoluções liberais e com as transformações econômicas e sociais no século XVIII.
2 – O que foi a Revolução Industrial Inglesa (1750-1840) e por que não se pode dizer que ela foi consequência apenas de inventos como a máquina à vapor, o filatório e o tear mecânico?
3 – Por que a Revolução Francesa de 1789 divide a chamada História Moderna e a História Contemporânea? Como ela pode ser dividida e quais foram seus principais líderes.
4 – Napoleão Bonaparte ao se auto-proclamar imperador e ao liderar guerras no continente europeu acabou com as conquistas da Revolução Francesa? Que reações a França sob Napoleão provocou nas potências europeias no início do século XIX?
5 – Quais foram os avanços mais visíveis nas sociedades contemporâneas relacionados ao lema “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”, que mobilizou multidões e influenciou muitos pensadores? Que heranças o Iluminismo legou aos liberais e aos socialistas?
6 – Quais foram os grupos sociais ou classes prejudicados e favorecidos com as guerras e revoluções liberais da segunda metade do século XVIII e do início do século XIX? Por que?
7 – Relacione um dos capítulos de “O Capital: uma leitura popular” do Carlo Cafiero com as transformações econômico-sociais da Inglaterra do início do século XIX.
8 – Diferencie a Acumulação Primitiva de Capital da Acumulação Capitalista.
9 – A Declaração Universal dos Direitos do Homem e do Cidadão ainda é um documento importante para todos os povos? Por quê?

10 – Na sua visão os manifestantes no Brasil em junho, julho e agosto defendiam os princípios de Liberdade, Igualdade e Fraternidade? Os cidadãos e cidadãs livres – segundo à Declaração Universal dos Direitos dos Homens e dos Cidadãos – não poderiam ocupar as praças e exigir o fim dos privilégios dos grandes financistas, banqueiros e corporações multinacionais?

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Exercícios de História Moderna para a AV-1

História Moderna - AV-1 
Prof. Paulo Cesar Azevedo Ribeiro


Questões:

1 – Conceitue o que é História, utilizando os conceitos de Economia, Política e Cultura. Quais são as relações que existem entre o Passado, o Presente e o Futuro nas análises científicas?

2 – O que é a Acumulação Primitiva de Capital e no que ela se baseia?

3 – Qual é o significado do surgimento e do fortalecimento, na Europa, das Modernas Monarquias baseada na Teoria do Direito Divino dos Reis?

4 – Quais eram os principais objetivos das potências europeias com a conquista e colonização das terras nas Américas?

5 – Compare e diferencie Colônias de Exploração e Colônia de Povoamento, analisando as consequências econômicas e sociais desses tipos de colonização para os povos da América Latina e do Norte/Leste dos Estados Unidos.

6 – Além da conquista de Constantinopla (hoje Istambul) pelos turcos-otomanos em 1453 podemos dizer que a Era Moderna deve muito, em termos de transformações culturais, ao Renascimento Cultural e Artístico, à Revolução Cientifica promovida por Descartes, Copérnico, Galileu, Da Vinci, Maquiavel e outros. Como as Reformas Religiosas contribuíram também para alterar as visões teocêntricas e fortalecer o antropocentrismo?

7 – A partir da leitura dos capítulos do Cafiero e de nossas aulas explique o que é  trabalho vivo e trabalho morto, o que é salário e mais-valia. Como se pode aumentar a mais-valia absoluta e a mais-valia relativa?

8 – Por que a Holanda, segundo Michel Beaud, superou as potências europeias no comércio europeu durante boa parte dos séculos XVI e XVII?

9 – Faça uma síntese do seu trabalho de grupo sobre um Continente. (Desconsidere essa questão porque vocês não fizeram ainda este trabalho)


10 – Como você avalia a importância da Análise Histórica para a compreensão do Passado e do Presente e para a elaboração de Análises de Conjunturas e para a Construção de Cenários Futuros?

domingo, 18 de agosto de 2013

PLANO DE HISTÓRIA MODERNA: FORMAÇÃO DO SISTEMA INTERNACIONAL

OBSERVAÇÃO: NÃO TENHO NENHUMA RESPONSABILIDADE SOBRE ESSA EMENTA, ESSE PROGRAMA, ESSE PLANO E ESSA BIBLIOGRAFIA. NÃO ENDOSSO SEUS ERROS E OMISSÕES.

Número de semanas de aula - 15
Número de créditos - 2
Quantidade total de horas - 36

Contextualização
Esta disciplina é do curso de História e é compartilhada com o de Relações Internacionais. O curso pretende oferecer ao aluno a possibilidade de ter um conhecimento aprofundado sobre o período da Revolução Inglesa e da Revolução Francesa, trabalhando com os principais referenciais teóricos do período, para o entendimento das revoluções burguesas.

Ementa


1 - Transformações das sociedades da Europa ocidental nos séculos XVII e XVIII.
2 - Causas e consequências das revoluções burguesas.
3 - O pensamento Iluminista.
3.1 - O principais autores iluministas
4. Revoluções Inglesa
4.1 - As causas do Revolução Inglesa
4.2 - A Revolução Inglesa no contexto do século XVII
4.3 -
5. Revolução Francesa
5.1 - As causas da Revolução Francesa
5.2 - O processo revolucionário
5.3 - Consequências da revolução
OBJETIVOS GERAIS
1 - Compreender  o processo histórico que gerou as grandes transformações ocorridas na Europa ocidental nos séculos XVII e XVIII.
2 - Identificar as ideias iluministas e a forma pelas quais estas ideias  justificaram e influenciaram os movimentos revolucionários que puseram fim ao Antigo Regime.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
1 - Analisar o processo histórico  que levou à Revolução Inglesa;
2 - Identificar as diferentes concepções sobre a ideia de Estado;
3 - Sistematizar as críticas iluministas e sua contribuição para o ideário revolucionário;
4 - Compreender o processo histórico que levou à Revolução Francesa; 
5 - Identificar as principais motivações das revoluções burguesas.
Conteúdos
Unidade 1: A Revolução Inglesa.
1.1. O Processo Revolucionário;
1.2. As Guerras Religiosas;
1.3 O Governo de Cromwell;
1.4 Revolução Gloriosa.
Unidade 2: O Estado: do princípio soberano.
2.1. Fundamento da soberania;
2.2.O Liberalismo político;
2.3. A democracia liberal;
2.4 O cristianismo em face do liberalismo.
Unidade 3: O Iluminismo.
3.1 Estado absolutista e Ilustração;
3.2 O absolutismo ilustrado;
3.3 O absolutismo ilustrado no tempo e no espaço;
3.4 Despotismo esclarecido.
Unidade 4: A Revolução Francesa.
4.1. O Processo Revolucionário;
4.2. A radicalização da Revolução;
4.3. O Diretório e a ascenção de Napoleão; 
4.4. O Período Napoleônico.

Indicação do material didático
HISTÓRIA DAS IDÉIAS POLÍTICAS. PISIER, Evelyne. MANOLE, 2004. 1ª. Capítulo 2: O PRINCÍPIO DO ESTADO. 62 páginas (37 – 99).  3: O ESTADO DE DIREITO. 75 páginas (104 – 178).
ILUMINISMO. FALCON, Francisco José Calazans. Editora Ática. 1994. 4a. Capítulo 6: AS BASES DO PENSAMENTO ILUMINISTA. 9 páginas (56 - 64).
Mapa conceitual
Veja arquivo em anexo
Procedimentos de ensino
Aulas expositivas.
Debates.
Seminários.
Recursos
Retro-projetor.
Data-show.
Televisão.
DVD.
Procedimentos de avaliação

O processo de avaliação será composto de três etapas, Avaliação 1 (AV1), Avaliação 2 (AV2) e Avaliação 3 (AV3).

As avaliações poderão ser realizadas através de provas teóricas, provas práticas, e realização de projetos ou outros trabalhos, representando atividades acadêmicas de ensino, de acordo com as especificidades de cada disciplina. A soma de todas as atividades que possam vir a compor o grau final de cada avaliação não poderá ultrapassar o grau máximo de 10, sendo permitido atribuir valor decimal às avaliações. Caso a disciplina, atendendo ao projeto pedagógico de cada curso, além de provas teóricas e/ou práticas contemple outras atividades acadêmicas de ensino, estas não poderão ultrapassar 20% da composição do grau final.

A AV1 contemplará o conteúdo da disciplina até a sua realização, incluindo o das atividades estruturadas.
As AV2 e AV3 abrangerão todo o conteúdo da disciplina, incluindo o das atividades estruturadas.
Para aprovação na disciplina o aluno deverá:

1.    Atingir resultado igual ou superior a 6,0, calculado a partir da média aritmética entre os graus das avaliações, sendo consideradas apenas as duas maiores notas obtidas dentre as três etapas de avaliação (AV1, AV2 e AV3). A média aritmética obtida será o grau final do aluno na disciplina.

2.    Obter grau igual ou superior a 4,0 em, pelo menos, duas das três avaliações.

3.    Frequentar, no mínimo, 75% das aulas ministradas.

Outras informações
Observação
Bibliografia básica
FALCON, Francisco José Calazans. O Iluminismo. São Paulo: Ática, 1994.
PISIER, Evelyne. Histórias das ideias políticas. São Paulo: Manole, 2004.

ANDERSON, Perry. Linhagens do estado absolutista. 3. ed. São Paulo: Brasiliense, 2004.